Os Amigos da Dona de Casa

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Que transporte usar?

Olá meninas,

quando aqui cheguei, e porque não tinha dinheiro nenhum, comecei a ir a pé para o trabalho - todos os dias fazia cerca de 5km's para ir trabalhar e mais 5kms para chegar a casa. Demorava, no total, 2 horas - sim, 1 hora em cada percurso que isto de andar na rua com temperaturas negativas tem o seu custo.

Depois, quando comecei a receber gorjetas  (são divididas por todo o pessoal) comecei a pagar bilhete de autocarro - que maravilha, que conforto e são tão quentinhos. Mas dar 30coroas (quase 4€) pelo bilhete também custa.

Agora que tenho cá o marido, vou de bicicleta - também custa um bocadinho, mas demoro menos tempo (cerca de 20min) e a médio prazo não há-de custa nada e o físico agradece.

Não sei como é nas outras regiões norueguesas, mas nesta zona de Rogaland, existem ciclovias em todo o lado, praticamente todos os caminhos têm sempre uma via reservada aos peões, bicicletas, esquis, patins... e por isso consigo ir tranquila. Se tivesse de ir na estrada não iria, tornava-se perigoso.

O mais engraçado é que a bicicleta tem tanto destaque aqui que todos os parques de estacionamento dos centros comerciais, das empresa e mesmo das escolas estão preparados para receber bicicletas em grande número. Vemos imensos aqueles atrelados com 2 crianças lá dentro a dormir enquanto o pai ou a mãe pedalam tranquilamente para os levar para casa.

Aqui ninguém nos olha de lado por irmos todos equipados e com refletores, capacete, tapa-montanhas... não nos sentimos bichos.

"Mas pronto... se fosse de carro era bem melhor", diz a preguiça .

(a minha bicicleta, capacete, luvas e gola para o pescoço e cara)


2 comentários:

  1. Eu gostava muito que cá em Portugal também existissem vias para podermos pedalar à vontade, e que a geografia ajudasse, porque há certas subidas e descidas que ai ai Bjs

    ResponderEliminar
  2. Era bom que cá em Portugal também fosse assim!

    ResponderEliminar