Os Amigos da Dona de Casa

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Cenas quotidianas #2

No Verão, quase todos os dias, estendo a roupa à noite, e de manhã,  apanho-a (bem, eu ou o marido).

Como já tive uma surpresa no ano passado, agora, sempre que vou estender roupa olha para todo o lado para me certificar que a surpresa não está lá.

Hoje, nem me lembrei de tal coisa e de repente quando vou a olhar para cima, deparo-me com um dos bichos que mais abomino nesta vida e dos quais tenho mais asco, mais nojo e medo... OSGAS.

Sim, agora, todos os anos, o raio da osga emigra não sei de onde e vai parar ao cimo da minha varanda e então é ver-me e ouvir-me, enquanto estendo umas cuecas ou umas peúgas, a proferir as belas palavras "sua put@ nem te atrevas a sair daí" "bem, vê lá se estás sossegadinha, ouviste?" "AAAAAIIIIII, não te mexas!!" "OH P. ANDA CÁ, TÁ AQUI A OSGAAAAA, AHHHH!";

Enfim, pancadas


2 comentários:

  1. Ahahahaha :P Mas olha, garanto te que as osgas são dos melhores animais de estimação que se pode ter (fora de casa, claro!), comem-te os mosquitos todinhos e outros tipos de insectos assim pequeninos. E são muito leais, voltam sempre à mesma casa =D Por isso, não a mates, ehehe, se ela sem querer entrar em casa é só enxotá-la com a vassoura :D

    ResponderEliminar
  2. Sim... E se fores a investigar (mas em fontes seguras) verás como não têm associadas a elas quaisquer contrapartidas negativas. Tudo não passa de meros mitos. São bichos que não fazem mal a ninguém e não têm culpa da nossa incapacidade de adaptação à sua aparência estética!
    :-)

    ResponderEliminar