Os Amigos da Dona de Casa

sábado, 26 de maio de 2012

Da minha luta... (post longo)

Amanhã faz 1 semana que comecei a ter cuidado comigo, sobretudo com a minha alimentação. 

No Domingo passado pesava 70.8kg, nem queria acreditar que já tinha ultrapassado a barreira dos 70kg. Pensei logo "sua porca gorda" e antes do pequeno-almoço tomei a decisão de relembrar o que me tinha mensinado nas consultas de diabetologia aquando na minha gravidez: o comer de 3 em 3 horas e o tipo de alimentos permitidos e proibidos. Contudo, também me lembrei logo que não me poderia impor regras altamente restritivas porque em 3 dias iria desistir. 

Assim, estou a comer de 3 em 3 horas, estou a beber 6 a 8 copos de água por dia e aboli alimentos como a manteiga e os hidratos de carbono à noite. Instaurei também 1 dia livre - dia da Cheat Meal (vejam o post da Pizza acerca da importância de um dia assim), dia em que poderei comer o que me apetecer dentro de certos limites. Não me vou atafulhar em natas ou bolas de berlim, evidentemente, mas vou saciar alguma gula.

Tendo em conta estas minhas decisões, hoje pesei-me e estou com 67,8kg.

Se já estava motivada, mais ainda fiquei, porque entro na 2ª semana animada e a saber que estou mais perto dos meus objectivos.

Para todas as amigas que me deixaram comentários a dizer que não conseguem, que estão desmotivadas... eu sei o que é isso, eu sei o que é estarmos rodeadas de pessoas mais magras, que não têm qualquer dificuldade em ir comprar roupa porque tudo lhes cai bem. O que vocês têm de pensar é que não são inferiores a essas pessoas e que a luta contra o excesso de peso é uma luta pessoal, têm que definir objectivos pequeninos a cumprir durante algum tempo até que se tornem um hábito adquirido. Se ganhámos peso durante 1 ano, então temos 1 ano para o tirar, se ganhámos peso em 10 anos então não podemos esperar perdê-lo em 3 meses. OBJECTIVOS REALISTAS e MENTALIZAÇÃO (já dizia o outro "yes I can"). 

Um exemplo rápido pessoal: quando decidi deixar de beber café sem açúcar quase toda a gente me dizia "ah, mas não é esse açúcar que te vai fazer mal", ao que eu lhes respondia, "mas se não me faz falta, para quê continuar a adicionar calorias extras à minha alimentação?" O meu objectivo estabelecido foi pequenino, mas foi importante para mim, pois mentalizei-me de que se fui capaz de o cumprir, então seria capaz de outros pequenos objectivos.

Bom fim-de-semana

4 comentários:

  1. Parabéns! Fico feliz por ti, estás a portar-te bem! Quem me dera dizer o mesmo de mim, uns dias porto-me bem e outros é uma desgraça...88kg(1,73m) perdi cerca de 2kg em 2 semanas,é bom mas ao mínimo deslize engordo logo. E pensar que vivia complexada de tão alta e magra que era!
    Não desanimem que eu também não vou desanimar :)

    Beijos/ A Mãe

    ResponderEliminar
  2. boa quem me dera ... mas passo a maior parte do dia sentada então a "porca gorda so engorda"hehehe

    ResponderEliminar
  3. Olá, achei curioso o teu blog porque também eu sou mãe e mulher...
    Parabéns pela postura do "eu sou capaz"!!! É sem dúvida meio caminho andado, e claro que vais conseguir!!!

    ResponderEliminar
  4. Olá Tânia,
    Eu à muito que deixei de bebr café com açúcar, no entanto trago sempre o pacotinho de açúcar para casa pois vai para o açucareiro.
    E garanto que já fiz alguns bolos e doces só com o açúcar desses pacotes...
    Bjs,
    Teresa C.

    ResponderEliminar